Jun 07, 2016 Produtos

LOTUS: a solução contra a Legionella

Legionella, a bactéria que causa a legionellosis, é um dos maiores problemas e desafios enfrentados no mundo da desinfecção de água. LOTUS é a resposta da EMEC a esse desafio, fornecendo as soluções mais seguras e efetivas contra Legionella em cada aplicação.

Os sistemas LOTUS nasceram das pesquisas e estudos feitos, somados ao desejo de desenvolver e criar sistemas de produção de dióxido de cloro capazes de atender a todas as demandas. Nossos geradores podem corresponder às necessidades de nossos clientes graças à sua versatilidade de trabalhar em pressões controladas ou pressão atmosférica.

Os avançados geradores de dióxido de cloro da série LOTUS são recomendados para redução, controle e prevenção do risco que representa a legionellosis no campo do fornecimento de água quente residencial (DHW). A produção do dióxido de cloro se fez segura e estável com o tempo, através de um novo sistema desenvolvido para ser uma solução onde o usuário precisa apenas ligar a chave ON/OFF. Fácil de instalar e fácil de gerenciar graças à sua interface do usuário simplificada.

 

Legionella

O formato do instrumento preserva a limpeza dos componentes interiores e protege eles de danos acidentais.

Além disso, cada sistema LOTUS pode ser conectado à internet através da placa ETHERNET ou modem GSM/GPRS, onde podem ser controlados remotamente pelo ERMES, o sistema exclusivo de gerenciamento online da EMEC, utilizável de qualquer lugar do mundo, seja de seu smartphone, seja de seu tablet ou computador. Basta abri-lo em qualquer navegador de internet, sem a necessidade de instalar qualquer software.

O Dióxido de cloro é produzido a partir de bases químicas diluídas: o ácido-clorito é formado pelo ácido hidroclórico (HCl 9%) e clorito de sódio (NaClO2 7,5%).  

lotusair10

Os sistemas LOTUS estão disponíveis nestas configurações:

O LOTUS MINI é uma solução completa para para todas as necessidades que dizem respeito à desinfecção da água. É seguro e sólido. O dióxido de cloro produzido pelo LOTUS MINI pode ser proporcional à vazão da água circulante ou baseado na configuração de um setpoint. Não há armazenagem de dióxido de cloro, de gás de dióxido de cloro ou soluções concentradas fora do processo de aplicação. Podem ser equipados com eletrodo ClO2 (ECL2 ou ECL17) ou um eletrodo mV (ERH), um porta eletrodo e um filtro. Trabalha entre 8-20 g/h e tem uma capacidade máxima de 480g/dia.

O LOTUS AIR é um gerador de dióxido de cloro com menos pressão, útil para aplicações que exigem muitos pontos de injeção. Podem ser equipados com eletrodo ClO2 (ECL 2 ou ECL17) ou um eletrodo mV (ERH), um porta eletrodo e um filtro. Trabalha entre 10-60 g/h e tem uma capacidade máxima de 1440g/dia.

O LOTUS MAXI é o maior produto da nossa família de geradores de dióxido de cloro e é utilizado em todos os casos onde se necessitam grandes quantidades de produção, como por exemplo estações de tratamento de água. O dióxido de cloro produzido pelo LOTUS MAXI é configurado para ser proporcional à vazão da água circulante ou baseado em um setpoint, e então, é dosado no fluxo de água. Trabalha entre 80-1000 g/h e tem uma capacidade máxima de 24000g/dia.

O LOTUS EASY é a melhor solução se você deseja uma forma simples, mas profissional, de produzir dióxido de cloro. Um controlador all-in-one com duas bombas dosadoras. O dióxido de cloro produzido pelo LOTUS EASY pode ser proporcional à vazão de água circulante ou baseado em setpoint, e então, é dosado no fluxo de água. Ele é feito de modo que a reação química necessária para produção de dióxido de cloro seja realizada em uma câmara reatora. Trabalha entre 8-80 g/h e tem uma capacidade máxima de 1920g/dia.